Busca avançada
Ano de início
Entree

Cristalização de proteínas: monitoramento in situ de supersaturação de soluções de aprotinina por espectroscopia

Processo: 98/15965-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 1999
Vigência (Término): 31 de maio de 2003
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Everson Alves Miranda
Beneficiário:Rosana Emi Tamagawa
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Cristalização   Aprotinina   Processamento downstream   Espectroscopia Raman   Espectroscopia infravermelho transformada de Fourier

Resumo

A cristalização de proteínas, um dos tratamentos finais de produção de biomoléculas de relevância principalmente quando se trata de produtos médicos-farmacêuticos, vem sendo realizada sem um grande entendimento do fenômeno que possibilite um maior controle da operação. A supersaturação é um parâmetro de suma importância nestes processos sendo determinante da eficiência da operação por afetar a distribuição do tamanho dos cristais a serem formados e o rendimento final. Este projeto visa o estudo da aplicação de técnicas espectroscópicas vibracionais (ATR-FHR e Raman) no monitoramento de supersaturação de solução de proteína. Propõe-se desenvolver metodologia que permita o acompanhamento de cristalização em termos do grau de supersaturação e assim permitir elaboração de estratégias mais eficientes de operação de cristalizadores industriais de proteínas. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TAMAGAWA, Rosana Emi. Cristalização de proteinas : monitoramento in situ de supersaturação atraves de espectroscopias ATR-FTER e Raman. 2003. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Engenharia Quimica.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.