Busca avançada
Ano de início
Entree

Ecologia e conservação de tayassuideos: caso de estudo Estação Ecológica de Jataí e Estação Experimental de Luís Antônio, SP

Processo: 00/08352-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2000
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:José Salatiel Rodrigues Pires
Beneficiário:Fernanda Maria Neri
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Cerrado   Porcos-do-mato   Tayassu   Conservação dos recursos naturais

Resumo

Serão estudados os tayassuídeos ou porcos-do-mato, catetos e queixadas (Pecari tajacu e Tayassu tajacu), em uma unidade de conservação do Estado de São Paulo (Estação Ecológica de Jataí - EEJ), inserida em área considerada prioritária para a conservação do Cerrado Brasileiro, e uma área de silvicultura contígua a esta (Estação Experimental de Luiz Antônio - EELA). Pretende-se verificar a densidade populacional dos catetos, observados com freqüência em ambas as áreas, bem como a forma desses animais se utilizarem dos habitats aqui presentes, além da pressão de caça. A partir destes dados objetiva-se elaborar propostas que contemplem a manutenção e conservação dos referidos animais nas áreas em questão já que exercem importantes funções ecológicas, seja dispersando sementes ou participando de cadeias como parte da dieta de grandes felinos como Puma concolor. A despeito destes fatos constam em listas de animais ameaçados para o Estado de São Paulo estando sob risco de extinção local. Quanto aos queixadas, pretende-se a verificar a ocorrência destes nas áreas, já que moradores locais referem-se à avistamentos de até cinco anos atrás. Caso ainda ocorram, os mesmos estudos realizados para os catetos o serão para os queixadas. O projeto conta com a contrapartida do Fundo Nacional para o Meio Ambiente-FNMA, custeando o equipamento de radiotelemetria que auxiliará em muito no monitoramento de oito animais durante 15/dias/mês por dois anos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)