Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento diferencial da espermateca nas castas de "Apis mellifera" (Hymenoptera: Apoidea)

Processo: 01/02361-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2001
Vigência (Término): 30 de abril de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biologia Geral
Pesquisador responsável:Zilá Luz Paulino Simões
Beneficiário:Jose Esequiel Bonifacio da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:99/00719-6 - Abelhas africanizadas: análise integrada do processo de africanização de Apis mellifera com foco sobre determinantes da fertilidade de zangões, rainhas e operárias, AP.TEM
Assunto(s):Abelhas   Apis mellifica

Resumo

Os insetos sociais são caracterizados pela divisão reprodutiva e de trabalho. O papel reprodutivo de cada membro da colônia é fixado durante o desenvolvimento larval. Rainhas e operárias de abelhas Apis mellifera diferem largamente quanto ao sistema reprodutor, principalmente quanto ao tamanho, morfologia e fisiologia da espermateca. Devido ao pouco conhecimento existente a respeito da expressão dos genes ligados ao desenvolvimento diferencial das castas, incluindo o desenvolvimento diferencial da espermateca, este trabalho propõe estudar a dinâmica do desenvolvimento deste órgão em rainhas e operárias, definir o destino dos tecidos formadores do mesmo, e, ainda, investigar a expressão diferencial dos genes na espermateca. Para o estudo morfológico da espermateca serão utilizados métodos clássicos de microscopia de luz e eletrônica de transmissão e varredura. Após a determinação do momento da diferenciação da espermateca em ambas as castas a expressão diferencial dos genes será investigada através de técnica de hibridização subtrativa seguida de PCR. (AU)