Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo quantitativo da atividade unitaria de populacoes neuronais no modelo experimental de epilepsia por pilocarpina em ratos.

Processo: 97/13725-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 1998
Vigência (Término): 31 de agosto de 2002
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Koichi Sameshima
Beneficiário:Reginaldo Pereira da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Pilocarpina

Resumo

A epilepsia é uma disfunção cerebral transitória que se manifesta por diversas alterações comportamentais. Afeta de 1 a 2% da população mundial, sendo cerca de 200 mil somente na Grande São Paulo. A epilepsia crônica do lobo temporal (parcial complexa) é um dos tipos mais comuns e leva a sérios problemas psiquiátricos e psicológicos. O estudo da fisiopatologia da epilepsia tem se valido de modelos experimentais em animais. Um modelo bem estudado é o da pilocarpina sistêmica em ratos, que apresenta um quadro semelhante ao da epilepsia parcial complexa humana. Pesquisadores vêm trabalhando com a perspectiva de que registros simultâneos de uma grande quantidade de neurônios poderiam trazer mais esclarecimentos de como a informação é processada e representada no cérebro do que de alguns poucos neurônios por vez. Hoje existem técnicas de registro unitário multicanal e multi-espacial que permitem registrar até 128 canais simultaneamente. Utilizando uma técnica de registro multicanal unitário no modelo de epilepsia experimental por pilocarpina, pretendemos: i) quantificar o padrão de disparo de populações neuronais normais e epilépticas, bem como caracterizar o grau de sincronia destas últimas; ii) estudar como drogas anticonvulsivantes influenciam a interação de populações neuronais e seu padrão de disparo, em regiões envolvidas no processo epiléptico e iii) aplicar métodos de análise lineares e não-lineares na caracterização de conjuntos neuronais do hipocampo, tálamo, complexo amigdaloide e córtex somestésico primário (SI). (AU)