Busca avançada
Ano de início
Entree

Soroprevalencia e fatores de risco associados a presenca de anticorpos anti-toxoplasma gondii em felideos neotropicais em cativeiro do brasil.

Processo: 98/00818-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 1998
Vigência (Término): 30 de novembro de 2001
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:José Soares Ferreira Neto
Beneficiário:Jean Carlos Ramos da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Estudos soroepidemiológicos   Toxoplasma gondii   Brasil   Fatores de risco

Resumo

A carência de estudos sobre toxoplasmose em felídeos silvestres no nosso país, conduziu-nos a esta pesquisa. Pretende-se estimar a soroprevalência da toxoplasmose em felídeos neotropicais pertencentes às parques zoológicos e criadores particulares do Brasil e identificar os possíveis fatores de risco a ela associados. Para tal finalidade, amostras de soros sangüíneos das espécies Herpailurus yagouarondi, Leoparchis pardalis, L. tigrinus, L. wiedii, Oncifelis colocolo, O. geoffroyi, Panthera onca e Puma concolor, serão examinadas pelo teste de Aglutinação do Látex (AL), visando a detecção de anticorpos anti-Toxoplasma gondii. Serão considerados positivos os títulos ≥ 64. A população de felídeos silvestres em cativeiro do Brasil foi estimada em 844 animais pertencentes a 78 instituições. Para cada animal do estudo, será realizado um questionário com o intuito de obter informações sobre as práticas que possam significar risco de infecção. Delinear-se-á dessa maneira um estudo seccional, contendo 2 grupos, um soropositivo e outro soronegativo, que cruzados com os dados dos questionários, permitirá o estudo dos possíveis fatores de risco. A análise estatística dessas variáveis será feita pelo cálculo das odds ratio seguida da regressão logística. Os fatores de risco estudados serão os relacionados à alimentação (ingestão de carne de animais atropelados, sacrificados e/ou obtidos em matadouros; congelamento prévio ou não das carnes oferecidas aos animais; predação de pássaros, roedores e gambás sinantrópicos), à presença de gatos domésticos ao redor dos recintos, à procedência do felídeo e à dinâmica de formação do grupo social (isolado, casal ou grupo com ou sem introdução de novos animais). Paralelamente a esse estudo, aproveitando-se a oportunidade incomum de visitar os zôos e criadores particulares de todo país, será realizado outro questionário, objetivando avaliar o manejo sanitário, a qualidade das instalações e a função sociocultural das instituições. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RAMOS SILVA‚ J.C.; OGASSAWARA‚ S.; ADANIA‚ C.H.; FERREIRA‚ F.; GENNARI‚ S.M.; DUBEY‚ JP; FERREIRA-NETO‚ J.S. Seroprevalence of Toxoplasma gondii in captive neotropical felids from Brazil. Veterinary Parasitology, v. 102, n. 3, p. 217-224, 2001.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.