Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da fragmentação florestal e da defaunação sobre a predação e dispersão de palmeiras da Mata Atlântica

Processo: 01/13559-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2002
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Pesquisador responsável:Mauro Galetti Rodrigues
Beneficiário:Alexandra Pires Fernandez
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Assunto(s):Caça   Palmeiras   Mamíferos

Resumo

A Mata Atlântica é um dos ecossistemas brasileiros mais devastados pela fragmentação florestal. Mamíferos e aves de médio e grande porte desempenham um papel fundamental na dispersão e predação de sementes e sua perda pode afetar negativamente o potencial reprodutivo de algumas espécies, levando à alterações na estrutura das comunidades vegetais. As palmeiras são consideradas espécies-chave para frugívoros tropicais mas poucos estudos investigaram os efeitos da fragmentação e da caça de seus dispersores sobre essas plantas e suas interações. No entanto, como a sobrevivência de algumas espécies de palmeiras é criticamente dependente da dispersão por animais é esperado que esse grupo seja bastante afetado por esses dois processos. Sendo assim, este estudo tem como objetivo avaliar os efeitos da fragmentação florestal e da defaunação sobre a dispersão e predação de palmeiras da Mata Atlântica. A abundância de aves e mamíferos e a intensidade' de caça serão estimadas em oito fragmentos de Mata Atlântica com áreas variando de 10 a 26.000 ha. Adicionalmente, experimentos de remoção de sementes serão realizados com três espécies de palmeiras (Astrocarium aculeatissimum, Attalea humilís e Euterpe edulis) a fim de comparar o destino das sementes em cada uma das áreas amostradas, avaliando os efeitos da fragmentação e da defaunação sobre os processos de dispersão e predação de sementes. (AU)