Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do efeito da nicotina sobre a regeneração óssea guiada. estudo em cães

Processo: 01/06480-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2001
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2003
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Enilson Antonio Sallum
Beneficiário:Juliana Bezerra Saldanha
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Regeneração óssea   Membrana   Nicotina

Resumo

O objetivo deste estudo é analisar histometricamente o efeito da administração da nicotina sobre a regeneração dos defeitos ósseos tratados com regeneração óssea guiada. Serão utilizados 16 cães, sem raça definida, que terão seus pré-molares(P2 e P4) e primeiros molares(MI) mandibulares extraídos bilateralmente. Após 3 meses, dois defeitos ósseos serão criados em cada lado da mandíbula, sendo um deles recoberto por uma membrana não-reabsorvível. Os animais serão distribuídos, de forma aleatória em dois grupos. No grupo teste, a nicotina será administrada diariamente através de injeção subcutânea (6 mg/kg/dia), enquanto o grupo controle não receberá nicotina. Quatro meses após o tratamento dos defeitos ósseos, os animais serão sacrificados, para remoção dos blocos e preparo histológico. O parâmetro utilizado para a análise histométrica será o volume total de osso formado nos defeitos. O teste ANOVA será utilizado para comparar quantidade de osso formado, segundo dois critérios nicotina X não nicotina e membrana não reabsorvível X sem membrana (alpha=0,05). (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SALDANHA, Juliana Bezerra. Avaliação do tratamento de defeitos de rebordo alveolar com regeneração ossea guiada : estudo histometrico em cães. 2003. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Odontologia de Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.