Busca avançada
Ano de início
Entree

Variacoes isotopicas de delta 13c e delta 15n em peixes demerso-pelagicos do ecossistema de plataforma ao largo de ubatuba (sp) e cabo frio (rj).

Processo: 99/05454-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 1999
Vigência (Término): 31 de julho de 2003
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Biológica
Pesquisador responsável:Lucy Satiko Hashimoto Soares
Beneficiário:Elizabeti Yuriko Muto
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ubatuba (SP)   Ecologia trófica   Cabo Frio (RJ)

Resumo

O presente estudo tem como objetivo estudar a ecologia alimentar de Trachurus lathami (Nichols, 1920), Porichthys porosissimus (Valenciennes, 1837), Merluccius hubsi (Marine, 1933) e Cynoscion guatucupa (Cuvier, 1830), no sistema de plataforma de Ubatuba (SP) e Cabo Frio (RJ). As espécies objeto deste estudo foram selecionadas por apresentarem alta biomassa nos dois sistemas e por serem importantes recursos pesqueiros na região sul-sudeste do Brasil. Com o objetivo de se identificar variações inter e intra-específicas da posição trófica e assinatura isotópica de cada espécie, serão determinadas as razões de 13C/12C e l5N/14N de tecido muscular dos peixes, baseando-se no conhecimento de que a composição isotópica do corpo do animal é o reflexo de sua dieta. Análises de conteúdos estomacais também serão realizadas, visando a identificação das presas principais e sua contribuição relativa em massa. Será comparada a composição isotópica e dieta das espécies nos dois sistemas, no verão e inverno, a fim de se avaliar a influência das condições oceanográficas na dinâmica alimentar das espécies. No final da primavera e início de verão, a intrusão da massa de água fria denominada Água Central do Atlântico Sul (ACAS) na região interna da plataforma, promove o enriquecimento da camada eufótica, favorecendo o aumento da produção primária e, portanto, da quantidade disponível de alimento para os níveis trófícos superiores. Com o recuo da ACAS durante o outono e inverno, a área mais costeira é ocupada por águas oligotróficas (Água Costeira). A principal fonte de matéria orgânica neste período provém do detrito, que é remobilizado com a passagem de frentes frias. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CORBISIER, THAIS N.; PETTI, MONICA A. V.; SOARES, LUCY S. H.; MUTO, ELIZABETI Y.; BROMBERG, SANDRA; VALIELA, IVAN. Trophic structure of benthic communities in the Cabo Frio upwelling system (southeastern Brazilian shelf): a temporal study using stable isotope analysis. Marine Ecology Progress Series, v. 512, p. 23-38, . (99/05454-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.