Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo sobre a capacidade vetorial de Ixodes didelphidis em relação a Borrelia burgdorferi

Processo: 98/00472-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 1998
Vigência (Término): 31 de agosto de 1999
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Teresinha Tizu Sato Schumaker
Beneficiário:Isis dos Santos Abel
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Carrapatos   Doença de Lyme   Ixodes   Vetores de doenças   Doenças transmitidas por carrapatos   Borrelia burgdorferi

Resumo

No Brasil, foram registrados casos clínicos e sorológicos da Doença de Lyme, causada por Borrelia burgdorferi e transmitida por carrapatos a homens e animais domésticos. Ixodes didelphidis, I. loricatus e Amblyomma cajennense foram observados carreando espiroquetídeos, ainda não caracterizados, em áreas de risco para a enfermidade (SP/MS). Pretende-se estudar a infecção artificial de I. didelphidis e A. cajennense, em seus diferentes estádios evolutivos, por B. burgdorferi (cepa G39/40). Após diferentes tempos, estes serão macerados em meio BSK e a viabilidade das borrelias será acompanhada em microscopia de campo escuro. Testar-se-á a capacidade de transmissão transestadial bem como a veiculação de borrelias pelas ninfas para os hospedeiros. Estes serão monitorados, acompanhando-se a sua espiroquetemia através de exames diretos e/ou por pesquisa de antígenos circulantes. Estudar-se-á, também, a disseminação das borrelias em ninfas, através de microscopia óptica. (AU)