Busca avançada
Ano de início
Entree

Planejamento, síntese e avaliação biológica de novos derivados potencialmente tuberculostáticos

Processo: 99/09796-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2000
Vigência (Término): 31 de março de 2002
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Maria Amelia Barata da Silveira
Beneficiário:Diogo Teixeira Carvalho
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Planejamento de fármacos   Resistência   Pró-fármacos   Latenciação de fármacos   Antituberculosos   Mycobacterium tuberculosis   Resistência microbiana a medicamentos

Resumo

A tuberculose ressurgiu como grave problema de saúde pública e já infecta um terço da população mundial. Seu controle é dificultado por fatores como o não cumprimento do esquema terapêutico pelo paciente e o desenvolvimento de resistência aos fármacos pelo seu agente etiológico, o Mycobacterium tuberculosis. É urgente a necessidade de agentes terapêuticos melhores que os de uso corrente e a modificação molecular é método viável e recomendado pela Organização Mundial da Saúde para o planejamento de novos fármacos. Resolveu aplicar-se, nos tuberculostáticos em uso, o método de modificação molecular por formação de pró-fármaco mútuo. Tal processo é realizado mediante ligações reversíveis entre os fármacos em associação, de modo que possam ser liberados juntos no organismo, no seu local de ação. Conforme exemplos da literatura, além de diminuir a incidência de efeitos adversos, este processo resulta em ação sinérgica, que é importante em casos de resistência, podendo ser solução para o tratamento da tuberculose por cepas resistentes. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.