Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa de fator "killer" e analise do perfil metabolico de leveduras associadas aos ninhos de atta sexdens rubropilosa.

Processo: 95/09101-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 1996
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2000
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica
Pesquisador responsável:Fernando Carlos Pagnocca
Beneficiário:Solange Cristina Carreiro
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Leveduras   Peptídeo hidrolases   Polissacarídeos   Formigas cortadeiras

Resumo

As formigas cortadeiras da espécie Atta sexdens rubropilosa se alimentam de um fungo que é cultivado no interior dos ninhos (QUINLAN & CHERRETT, 1979). O desenvolvimento do fungo forma um material de aspecto esponjoso, sendo portanto denominado esponja nova (com fungo recém implantado) ou esponja velha. Além disso, todos os materiais não utilizados pelas formigas são depositados em um local distante das esponjas, chamado lixo. Constantemente são encontradas leveduras e bactérias associadas aos ninhos. Um dos trabalhos pioneiros foi o de CRAVEN et el. (1970), que isolaram leveduras em ninhos de Atta cephaloíes eAcromyrmex octospinosus. Posteriormente, ANGELIS et al. (1983) isolaram 83 leveduras de ninhos de Atta laevigata e Atta sexdens rubropilosa, encontrando os gêneros Candida, Rhodotorula, Torulopsis e Kloeckera. CARREIRO (1994) isolou 137 leveduras de ninhos de Atta sexdens rubropilosa, pertencentes aos gêneros Candida, Cryptococcus; Pichia, Rhodotorula, Sporobolomyces, Tremella, Trichosporon e Aureobasidium: O trabalho de CARREIRO (1994) mostrou que há uma seleção no interior dos ninhos, sendo algumas espécies mais numerosas em determinados materiais ou até mesmo restritas a eles. A distribuição de leveduras num substrato pode ser determinada pela disponibilidade nutricional dos mesmos (MILLER, 1979) ou até mesmo por compostos inibitórios, quer sejam produzidos por microrganismos que vivem nesse substrato (LACHANCE & STARMER, 1986), quer originados do próprio substrato. Dessa forma, a capacidade metabólica das leveduras pode influenciar a sua distribuição nos ninhos sendo fundamental o conhecimento dos tipos de componentes dos substratos e a capacidade das leveduras em degradá-los e/ou assimilá-los. Além disso, o estudo das habilidades metabólicas das leveduras nos permitirá inferir sobre um possível papel das leveduras nos ninhos, atuando na degradação de alguns compostos, ou simplesmente mantendo uma relação de comensalismo com o fungo e/ou com as formigas. No mesmo sentido, a composição de uma comunidade de leveduras pode ser influenciada pela produção e excreção de toxinas por componentes dessa comunidade. Leveduras "killer", produzem e excretam proteínas extracelulares, chamadas fator "killer", que são letais para os grupos ditos sensíveis (STARMER et al., 1987), sendo beneficiadas em termos competitivos. Assim, a distribuição das leveduras dentro dos ninhos e a predominância de alguns grupos podem estar sendo afetadas pala presença de leveduras '"killer", que levariam vantagem sobre leveduras sensíveis. Nossos trabalhos prévios com esses microrganismos sugerem que a comunidade de leveduras que é frequentemente encontrada no interior dos ninhos pode ser favorecida, caso seus membros sejam dotados de atividade "killer" e/ou propriedades metabólicas (bioquímicas) específicas para a sobrevivência no interior desses ninhos. Portanto, esses dois aspectos serão objetos de nosso estudo. Uma melhor compreensão do papel da microbiota que habita esses ninhos, talvez possa, no faturo, auxiliar na compreensão dos fenômenos que contribuem para o equilíbrio desses formigueiros e, consequentemente, auxiliar no controle desses insetos. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CARREIRO, Solange Cristina. Pesquisa de fator killer e análise da degradação de polissacarídeos vegetais por leveduras associadas aos ninhos de Attra sexdens. 153 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Biociências (Campus de Rio Claro). Rio Claro.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.