Busca avançada
Ano de início
Entree

Movimento operário em 1919 - repressão e controle social

Processo: 99/04307-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 1999
Vigência (Término): 31 de julho de 2001
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Zilda Marcia Grícoli Iokoi
Beneficiário:Kátia Cristina Kenez
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Anarquismo   Movimento operário   Repressão

Resumo

O ano de 1919 mostra-se importante na discussão da repressão e controle social, pois revela as características da sociedade da Primeira República onde a normalização da população é fator fundamental para a elite e para o poder, ao mesmo tempo em que também traduz um grande momento do movimento operário dentro da conjuntura 1917-1919, destacando-se o acirramento das relações do operariado com a polícia e com o aparato legal que lhe dá suporte. Dentro da abordagem que privilegião social, tentará se resgatar as medidas de interferência no controle do cotidiano e das práticas políticas das classes trabalhadoras. A Greve Geral de 1919 fornece, assim, elementos de discussão e problematização do tema da repressão e controle social uma vez que, comporta um conjunto de idéias que supera a noção fechada de greve, ultrapassando as praticas cotidianas e desenvolvendo ainda, outras significações posteriores, a ela atreladas. (AU)