Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise molecular e tridimensional da proteína ataxina 3

Processo: 01/12346-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2002
Vigência (Término): 31 de maio de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Humana e Médica
Pesquisador responsável:Iscia Teresinha Lopes Cendes
Beneficiário:Miriam Gisele Gasparotto Contessotto
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Assunto(s):Ataxia   Proteínas

Resumo

Um grupo de doenças neurológicas de grande interesse na última década têm sido aquelas causadas pela expansão de tripletos (CAG)n. todas as doenças desse grupo têm características em comum, e existem muitas evidências sugerindo um mecanismo patogênico comum, causador da morte neuronal. Apesar deste mecanismo ser ainda desconhecido, acredita-se que exista um ganho de função tóxica pelas proteínas que contém tratos de poliglutamina expandidos. No Brasil, a doença de Machado-Joseph (DMJ), ou ataxia espinocerebelar do tipo 3, é a forma mais freqüente de apresentação desse grupo de patologias. O objetivo do nosso estudo é analisar a estrutura tridimensional da ataxina 3 (proteína envolvida na DMJ) em sua forma normal e mutante (com expansão do trato de poliglutamina). Serão utilizados métodos de clonagem e expressão em larga escala da ataxina 3. A proteína será purificada e submetida à análise estrutural com o uso de métodos de cristalografia e ressonância nuclear magnética. Acreditamos que os resultados do nosso estudo possam revelar informações a respeito do papel normal e patológico da ataxina 3 na DMJ e possivelmente terá repercussões no desenvolvimento de terapia específica para essa doença tão debilitante. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.