Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação da resposta imune induzida pelo Paracoccidioides Brasiliensis: o papel de IL-1² e óxido nítrico

Processo: 99/10189-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 1999
Vigência (Término): 30 de novembro de 2001
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:João Santana da Silva
Beneficiário:Márcia Cristina Livonesi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Imunorregulação   Óxido nítrico   Granuloma

Resumo

Paracoccidiodomicose é uma doença sistêmica de caráter crônico causada pelo fungo dimórfico Paracoccidiodes brasiliensis. Tal doença apresenta alta incidência em vários países da América Latina, incluindo o Brasil, e pode comprometer vários órgãos, sendo o pulmão e mucosas os mais afetados. Embora saiba-se que a evolução da infecção é controlada pela resposta imune inata e adquirida, a participação relativa dos vários componentes do sistema imune não é completamente conhecida. Nesse sentido, estamos envidando esforços para compreender os mecanismos que controlam a produção de citocinas e a evolução dós granulomas durante a infecção por P. brasiliensis. Nesse sentido, no presente projeto a) estudaremos a produção de monocinas por macrófagos cultivados com componentes do fungo: b) avaliaremos o papel de IL-12 e óxido nítrico em conferir resistência ou suscetibilidade a infecção pelo fungo e c) estudaremos o efeito do óxido nítrico na evolução dos granulomas. Certamente, o conhecimento do papel de óxido nítrico e IL-12 (e conseqüentemente de IFN-gama) em controlar ou exacerbar a infecção por P. brasiliensis contribuirá para o entendimento da fisiopatogenia da paracoccidiodomicose. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LIVONESI, Márcia Cristina. Papel de IL-12 e IL-4 na modulação da resposta imune induzida por Paracoccidioides brasiliensis. 2001. 111 f. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.