Busca avançada
Ano de início
Entree

Saberes, prescrições e representações relativas a prática docente em sala de aula: um estudo dos manuais de didática nos anos de 1930 a 1970

Processo: 99/02788-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 1999
Vigência (Término): 30 de junho de 2001
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação
Pesquisador responsável:Denice Barbara Catani
Beneficiário:Vivian Batista da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):História da educação   Formação de professores

Resumo

Este projeto propõe-se a analisar manuais de Didática utilizados em cursos de formação de professores primários entre os anos de 1930 e 1970. Tal análise pretende investigar as características dos conhecimentos produzidos e divulgados no período com vistas a conformar a ação docente pela sugestão de procedimentos, regras ou atividades a serem reproduzidas pelos professores na situação de aula. Assim, o intuito é contribuir para a compreensão de como esses saberes foram incorporados aos atuais discursos sobre o ensino e as expectativas hoje visualizadas a respeito da prática pedagógica. O trabalho dá continuidade ao projeto desenvolvido em nível de Iniciação Científica junto à FAPESP e intitulado Imprensa Periódica Educacional Paulista (1890-1990): "Saberes Pedagógicos" / "Formação de Professores". O estudo deverá tomar os manuais de Didática como fonte principal, esse material será núcleo informativo para a compreensão dos discursos sobre o ensino e será considerado também como objeto de estudo, interessando conhecer em seu conteúdo a proposição de saberes relativos à prática docente em sala de aula. Deverão ser examinados, ainda, os currículos e programas da Escola Normal no período de interesse, a fim de identificar os conteúdos que concorriam para o preparo pedagógico dos futuros professores. Publicações de revistas educacionais serão utilizadas para conhecer representações circulantes sobre o ensino e, eventualmente, apreender o modo pelo qual os compêndios eram recomendados para as Escolas Normais. (AU)