Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da estimulacao eletrica repetitiva da substancia cinzenta periaqueductal sobre o comportamento de ratos submetidos ao modelo experimental de ansiedade do labirinto em "t" elevado.

Processo: 00/09057-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2000
Vigência (Término): 31 de março de 2002
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Hélio Zangrossi Júnior
Beneficiário:Milton Camplesi Junior
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Serotonina   Labirinto em cruz elevado   Dopamina   Noradrenalina   Ansiedade

Resumo

Animais submetidos a estímulos estressantes suficientemente intensos podem apresentar um aumento na intensidade de suas respostas defensivas quando da reexposição a este ou a outro estímulo aversivo. Um aumento da sensibilidade da circuitaria neuronal responsável pela expressão destas respostas defensivas tem sido proposto para explicar a manutenção de sintomas como a hipervigilância e a esquiva comportamental exacerbada observada em distúrbios de ansiedade como o pânico e o estresse pós-traumático. Neste trabalho procuraremos verificar o efeito da estimulação elétrica repetitiva da substância cinzenta periaquedutal dorsal (SCPD), uma estrutura mesencefálica envolvida na elaboração e expressão de respostas de defesa do tipo luta e fuga, sobre o comportamento de ratos submetidos ao modelo experimental de ansiedade do labirinto em T elevado. Este teste procura gerar em um mesmo rato respostas condicionadas e incondicionadas de medo, as quais têm sido correlacionadas à ansiedade generalizada e ao pânico, respectivamente. Após os testes comportamentais, serão realizadas dosagens ex-vivo das concentrações das monoaminas serotonina, noradrenalina e dopamina em áreas cerebrais consistentemente relacionadas ao medo/ansiedade como o complexo amidalóide, o córtex frontal, os núcleos da rafe e o hipocampo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)