Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle traducional em eucariotos: estrutura e funcao de proteinas contendo motivos de homologia a gcn2, quinase de elf2.

Processo: 01/08595-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2001
Vigência (Término): 30 de novembro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Beatriz Amaral de Castilho
Beneficiário:Viviane Alves Gouveia
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Síntese proteica

Resumo

A proteína Gcn2 controla os níveis gerais de tradução em células eucarióticas através de sua atividade quinase, fosforilando a subunidade alfa do fator elF2 e levando 'a diminuição ou parada na síntese protéica. A atividade de quinase na molécula de Gcn2 é induzida pela falta de nutrientes, sendo a falta de aminoácidos o mecanismo melhor caracterizado em nível molecular, na levedura S. cerevisiae. Em mamíferos, fosforilação de elF2 por Gcn2 está envolvida na regulação da gluconeogênese e da síntese de insulina. Na levedura, foi demonstrado que a ativação de Gcn2 depende de sua interação com Gcn1, mediada por um domínio denominado GI. Três outras proteínas em S. cerevisiae, cujas funções ainda não estão definidas, possuem esse mesmo domínio GI, sendo possível que ajam como inibidoras da ativação de Gcn2 por ligarem-se no mesmo sítio de Gcn1. O objetivo deste projeto será o estudo de duas dessas proteínas, YDR152W e YLR419W, quanto 'a sua função e estrutura e o estudo estrutural da região de Gcn1 onde Gcn2 e, possivelmente, estas duas proteínas de funções desconhecidas, se ligam. (AU)