Busca avançada
Ano de início
Entree

Compostos naturais indicadores de pH: perspectivas de aplicações analíticas e didáticas

Processo: 00/02220-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de junho de 2000
Vigência (Término): 31 de maio de 2002
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Adriana Vitorino Rossi
Beneficiário:Daniela Brotto Lopes Terci
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Equilíbrio químico   Concentração de íons de hidrogênio   Ensino de química   Experimentação

Resumo

Sabe-se que alguns vegetais contêm certos corantes naturais, com propriedades de indicadores ácido-base, mas que do ponto de vista analítico, são poucos explorados. Neste trabalho, pretende-se explorar fontes naturais de indicadores de pH, isto é vegetais que apresentam antocianinas em sua composição e que são facilmente encontrados no Brasil, tais como: uva, jambolão, amora e jabuticaba. O estudo proposto envolve a otimização da extração das antocianinas, com o objetivo de investigar suas propriedades como indicadores de pH, bem como desenvolver o estudo de equilíbrio químico e a determinação da constante de ionização dos compostos indicadores de pH. O resultado do trabalho poderá levar ao desenvolvimento de atividades experimentais para serem aplicadas no ensino de Química de nível médio e superior, além da obtenção de novas informações sobre o comportamento de alguns indicadores de pH que possam ser utilizados com interesse analítico. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DANIELA BROTTO LOPES TERCI; ADRIANA VITORINO ROSSI. Indicadores naturais de pH: usar papel ou solução?. Química Nova, v. 25, n. 4, p. 684-688, Jul. 2002.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.