Busca avançada
Ano de início
Entree

Jacques Derrida e o recit da tradução: uma reflexão sobre o survivre/ Journal de bord e seus transbordamentos

Processo: 99/11074-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2000
Vigência (Término): 30 de novembro de 2003
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Aplicada
Pesquisador responsável:Paulo Roberto Ottoni
Beneficiário:Elida Paulina Ferreira
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Desconstrução   Tradução

Resumo

Na dimensão desconstrutivista proposta por Derrida, a tradução é encarada como um acontecimento da linguagem. Proponho nesse projeto discutir as implicações entre desconstrução e tradução para mostrar como o tradutor intervém nas línguas envolvidas na tradução, por meio de enxertos e implantes, transformando e produzindo significados. Analisarei o texto Survivre/Journal de Bord de Jacques Derrida e as traduções para o inglês, feita por James Hulbert, e para o português, que proponho realizar, com o objetivo de examinar como a intervenção do tradutor está ligada à dimensão desconstrutivista promovida pelo Double Bind. Ao produzir implantes e enxertos, o tradutor deflagra o transbordamento de uma língua na outra, produzindo efeitos de tradução que encenam, revelam a disseminação de sentidos, e fazem deflagrar o jogo no qual o tradutor e as línguas estão envolvidos. (AU)