Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação da carga viral e do estado físico do papilomavírus humano em células da cérvice uterina

Processo: 99/10790-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2000
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2003
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Luisa Lina Villa
Beneficiário:Andrea Trevisan
Instituição-sede: Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer (ILPC). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Infecções por Papillomavirus   Neoplasias do colo uterino   Carga viral   Reação em cadeia por polimerase (PCR)

Resumo

Atualmente, cerca de 80 genótipos de papilomavírus humano (HPV) foram identificados, dos quais, pelo menos 20 estão associados ao carcinoma cervical, além de estarem associados às lesões benignas e pré-malignas do colo uterino. Estudos utilizando hibridização in situ, Southern blot ou PCR, têm sugerido que o risco de desenvolvimento de neoplasias intra-epiteliais cervicais de alto grau (NIC II e III) é maior em mulheres cujos esfregaços cervicais apresentam alta carga virai. Porém, alguns estudos que utilizaram o ensaio de Captura Híbrida, não encontraram uma correlação significativa entre a progressão de NIC e a carga viral. Em alguns estudos, ainda, observa-se um aumento da carga viral em lesões de baixo grau, seguido de sua diminuição em lesões de alto. A redução do número de cópias do DNA de HPV poderia ser explicada pela interrupção dos genes virais E1/E2 por ocasião da integração do genoma viral no DNA celular, um fenômeno muito frequente. Por outro lado, existem relatos em que foram detectados genomas virais exclusivamente na forma epissomal na maioria dos espécimes de câncer analisados. O presente estudo tem como objetivo principal correlacionar essas duas variáveis em espécimes biológicos da cérvice uterina para esclarecer os resultados conflitantes relatados na literatura, e para reforçar a hipótese de que a carga viral e o estado físico do DNA de HPV são determinantes de risco para o desenvolvimento de neoplasia cervical. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TREVISAN, ANDREA; CANDEIAS, JOAO M. G.; THOMANN, PATRICIA; VILLA, LUISA L.; FRANCO, EDUARDO L.; TROTTIER, HELEN; GRP, LUDWIG MCGILL STUDY. Correlation between cervical HPV DNA detection and HPV16 seroreactivity measured with L1-only and L1+L2 viral capsid antigens. Journal of Medical Microbiology, v. 69, n. 7, p. 960-970, 2020. Citações Web of Science: 0.
TREVISAN, ANDREA; SCHLECHT, NICOLAS F.; RAMANAKUMAR, AGNIHOTRAM V.; VILLA, LUISA L.; FRANCO, EDUARDO L.; GRP, LUDWIG-MCGILL STUDY. Human papillomavirus type 16 viral load measurement as a predictor of infection clearance. JOURNAL OF GENERAL VIROLOGY, v. 94, n. 8, p. 1850-1857, AUG 2013. Citações Web of Science: 18.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.