Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo teorico sobre a catalise de vortices de separacao.

Processo: 00/01016-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2000
Vigência (Término): 30 de abril de 2002
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Oceanografia - Oceanografia Física
Pesquisador responsável:Ilson Carlos Almeida da SIlveira
Beneficiário:Paulo Henrique Rezende Calil
Instituição-sede: Instituto Oceanográfico (IO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil

Resumo

Evidências observacionais têm apontado para um novo mecanismo responsável pela instabilização de correntes de contorno oeste em separação da costa. Este mecanismo, denominado na literatura como "catálise de vórtices de separação", refere-se ao aporte de estruturas vorticais isoladas, oriundas de quebra de ondas de vorticidade instáveis no interior do oceano que atingiriam a região de separação das correntes, eventualmente, instabilizando-as. Tais vórtices representariam assim um aporte de momentum (e/ou vorticidade potencial) cuja interação com a corrente de contorno poderia fazer com que esta desenvolvesse meandros e mesmo vórtices de separação. Parece não constar na literatura até o momento estudos sobre a dinâmica deste fenômeno. Propomos então neste estudo, utilizar o arcabouço quase-geostrófico num oceano semi-infinito de 1 1/2-camadas para investigá-lo. A idéia básica é acoplar a interação de vórtices pontuais ao modelo de dinâmica de contornos de Silveira et. al.[1999], esta proposta seqüência o projeto inclina (Fapesp 1998/1380-0). (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CALIL, Paulo Henrique Rezende. Dinâmica da interação de vórtices isolados com correntes de contorno oeste num oceano de 1, 5-camadas. 2002. xi, 98 f. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto Oceanográfico São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.