Busca avançada
Ano de início
Entree

Horkheimer e o marxismo enquanto Teoria Crítica

Processo: 02/05107-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2002
Vigência (Término): 30 de setembro de 2004
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:Marcos Severino Nobre
Beneficiário:Luciana Rodrigues Alves
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Dialética   Teoria crítica

Resumo

Em linhas gerais, este projeto pretende discutir a relação entre o conhecimento e os interesses aos quais ele serve através, sobretudo, dos escritos de Horkheimer sobre teoria do conhecimento nos anos 1930. Estes ensaios tratam da elaboração da Teoria Crítica da Sociedade, uma concepção não ortodoxa de marxismo, como uma forma de suprir as deficiências da teoria tradicional cuja base é o modelo cartesiano. A cada uma das concepções de teoria o autor atribui uma diferente relação com a práxis e um interesse. No caso da teoria crítica, o interesse é a emancipação e a organização racional da sociedade - como podemos ver no ensaio "Teoria Tradicional e Teoria Crítica". O presente projeto visa, portanto, discutir o que significa a teoria crítica na década de 1930, quais são suas possibilidades e dificuldades ao se pretender uma teoria revolucionária. Para melhor analisarmos essa questão será necessária a referência a um importante autor do período com quem Horkheimer dialoga. Trata-se do Lukács de "História e Consciência de Classe". (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ALVES, Luciana Rodrigues. A elaboração da teoria critica da sociedade segundo Lukas e Horkheimer. 2004. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.