Busca avançada
Ano de início
Entree

Distincao social no cinema contemporaneo.

Processo: 02/13976-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2003
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2006
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Cinema
Pesquisador responsável:Ismail Norberto Xavier
Beneficiário:Leandro Rocha Saraiva
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/14342-9 - Centro de Estudos da Metrópole (CEM), AP.CEPID
Assunto(s):Metrópoles

Resumo

O objetivo da pesquisa proposta é identificar os modos de representação, no cinema brasileiro urbano contemporâneo - em especial no cinema paulista -, das lutas por distinção social. A análise fílmica buscará compreender o jogo de pontos de vista mobilizado em cada obra para tecer, - no espaço da metrópole globalizada e periférica, o quadro de personagens, suas relações recíprocas, estilos de vida, consumo de bens e imagens midiáticas, ressentimentos e violências. Com este objetivo, o projeto insere-se na área de cultura, dentro do Centro de Estudos da Metrópole (CEM) O corpus será composto dos seguintes filmes: Como nascem os anjos (Murilo Salles, 1995), Sábado e O príncipe (Ugo Giorgetti, 1995 e 2002, respectivamente), Um céu de estrelas (Tata Amaral, 1997), Cronicamente inviável (Sérgio Bianchi, 2000), Domésticas (Fernando Meirelles, 2001), Cidade de Deus (Fernando Meirelles e Kátia Lundi, 2002) e Cidade dos homens / episódio 4: Uólace e João Vítor (Fernando Meirelles, 2002), O invasor (Beto Brant, 2002), Edifício Master (Eduardo Coutinho, 2002), À margem da imagem (Eduardo Mocarzel, 2002). (AU)