Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise funcional dos genes XIST e DNMT1 na manutenção do processo de Inativação do Cromossomo X humano através do silenciamento gênico por RNAi

Processo: 03/03380-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2003
Vigência (Término): 31 de julho de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Lygia da Veiga Pereira
Beneficiário:Raquel Stabellini
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:98/14254-2 - Centro de Estudos do Genoma Humano, AP.CEPID
Assunto(s):Inativação do cromossomo X   Interferência de RNA

Resumo

A fim de atingir um balanço transcricional dos produtos gênicos produzidos pelo único X presente nos machos àqueles produzidos pelos dois X das fêmeas, ocorre inativação de um dos dois cromossomos X nas células somáticas femininas. O processo de inativação do cromossomo X inclui modificações epigenéticas que caracterizam basicamente três fases: iniciação, disseminação e manutenção. Uma vez que um cromossomo X é inativado em uma célula, todas as suas descendentes terão o mesmo cromossomo X inativo (Xi). Faz-se necessária, então, a existência de mecanismos de manutenção desse estado inativo, o que se dá por meio de modificações epigenéticas no Xi. A enzima DNA (citosina-5) metiltransferase 1 (DNMT1) é tida como a principal metilase de manutenção. O papel do Xist no processo de manutenção da inativação do cromossomo X é ainda conflitante, podendo ser ainda ser melhor investigado. É o objetivo deste trabalho aprofundar as investigações sobre o papel dos genes XIST e DNMT1 no processo da manutenção do estado inativo do cromossomo Xi, inativando-os especificamente através do uso dos atuais sistemas baseados em RNAi em cultura de fibroblastos primários humanos. (AU)