Busca avançada
Ano de início
Entree

João do Rio e o palco (dramaturgia e crítica teatral)

Processo: 99/07631-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 1999
Vigência (Término): 30 de setembro de 2003
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Brasileira
Pesquisador responsável:Joao Roberto Gomes de Faria
Beneficiário:Niobe Abreu Peixoto da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Crítica teatral

Resumo

Paulo Barreto, mais conhecido sob o pseudônimo de João do Rio, escritor do pré-modernismo brasileiro, iniciou a carreira jornalística em 1899. Com ele, a notícia passou a receber tratamento literário. Cronista de todos os assuntos deixou-nos obras inovadoras e representativas de sua época. Até 1921 publicou 25 livros: crônicas, contos, peças teatrais, reportagens, ensaios, romances e conferências. Interessa-nos, em particular, sua obra teatral e também a crítica teatral, que ainda não foi analisada. Entre as oito peças escritas que serão estudadas, temos duas de sucesso na época: Eva e A Bela Madame Vargas. Admirador de Artur Azevedo esteve sempre ligado ao teatro. Organizou um álbum sobre o Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Com uma produção detalhada e rica em textos e fotos, este é um material inédito para estudo. No entanto, são seus escritos em jornais e revistas que nos podem dar uma idéia de seu pensamento teatral. Procuraremos identificá-lo em 212 textos já catalogados, mas não reunidos. São 54 de crítica teatral e os restantes incluem entrevistas com artistas, comentários sobre a encenação, política teatral, companhias teatrais, platéia etc.. A intenção é relacionar a crítica e o teatro de JR com a produção dramatúrgica da época e o momento histórico. Contribuição para estudo do teatro, 1908/1930. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.