Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de liquens epifíticos na biomonitoração da poluição atmosférica da Região Metropolitana de São Paulo

Processo: 03/03387-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2003
Vigência (Término): 31 de agosto de 2005
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Mitiko Saiki
Beneficiário:Alessandra Fuga
Instituição-sede: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Poluição ambiental   Elementos-traço   Poluentes atmosféricos

Resumo

A avaliação da contaminação ambiental é assunto de crescente interesse a nível mundial. Conseqüentemente, o desenvolvimento de metodologias para determinação destes poluentes para identificação de suas fontes emissoras e de áreas contaminadas é de grande importância para o controle ambiental. Dentre os diversos tipos de materiais que podem ser analisados para avaliação da poluição ambiental, destacam-se os liquens por apresentarem vantagens com relação à facilidade de sua coleta, não requerendo instrumentação cara e sofisticada e também devido à possibilidade de monitoração integrada de extensas áreas. Dentro deste contexto, o objetivo deste projeto é avaliar os níveis de poluição aérea de elementos-traço na região metropolitana de São Paulo usando a espécie Canoparmelia texana como biomonitor. Os resultados a serem obtidos neste projeto fazem parte do Projeto FAPESP 02/00418-0. Com o desenvolvimento deste projeto pretende-se ampliar o número de pontos de amostragem de liquens para o mapeamento da região a partir dos teores de elementos obtidos nos liquens e identificação de possíveis fontes poluidoras pela aplicação da análise estatística multivariada. Os solos destas regiões serão também analisados para avaliar sua contribuição nos elementos acumulados pelo líquen. Para análise multielementar das amostras de líquen e solo será utilizado o método instrumental de análise por ativação com nêutrons. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.