Busca avançada
Ano de início
Entree

Variação morfológica e química dos frutos na escolha dos animais frugívoros da Mata Atlântica

Processo: 03/08447-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de novembro de 2003
Vigência (Término): 31 de outubro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Mauro Galetti Rodrigues
Beneficiário:Eliana Cazetta
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil

Resumo

As plantas e os animais frugívoros estão envolvidos em uma importante relação de mutualismo onde as plantas oferecem o recurso alimentar (frutos) para os animais e esses dispersam suas sementes. A função de atração dos frutos tem sido amplamente enfatizada nos estudos entre plantas e dispersores. No entanto, os frutos são fonte de recursos não somente para os dispersores, mas também para uma diversidade de patógenos, como fungos e bactérias, além de insetos predadores. Sendo assim, deve haver um balanço (trade-off) nas plantas entre o investimento em recursos para os dispersores e a defesa contra patógenos e predadores. Poucos estudos têm avaliado como as características morfológicas e químicas afetam a dispersão de sementes de frutos carnosos, especialmente em regiões tropicais. Este projeto tem como objetivos principais (1) avaliar as estratégias utilizadas pelas plantas entre o investimento em atração e recursos (quantidade e qualidade) e repulsão de predadores (compostos secundários) nas plantas que produzem frutos carnosos, (2) verificar como aves frugívoras selecionam os diferentes tipos de display de atração dos frutos carnosos e (3) determinar quais características dos frutos influenciam a escolha e remoção dos frutos por aves frugívoras na Mata Atlântica. (AU)