Busca avançada
Ano de início
Entree

Exposicao perinatal de ratos machos a finasterida: repercussao tardia em parametros reprodutivos e farmacologicos.

Processo: 03/04487-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2003
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Oduvaldo Câmara Marques Pereira
Beneficiário:Camilla Moreira Ribeiro
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Comportamento sexual   Diferenciação sexual (núcleo celular)   Androgênios   Fertilidade   Finasterida

Resumo

O processo de diferenciação sexual envolve a determinação genética e a diferenciação sexual do cérebro, sendo esta ultima mediada por hormônios gonadais durante o período perinatal e responsável por diferenças morfo-fisiológicas, comportamentais e neuroanatômicas entre machos e fêmeas'adultos. O hipotálamo de mamíferos está intrinsecamente organizado do tipo "feminino", assim, no macho, precisa ser masculinizado para que apareça o padrão tônico de secreção de gonadotrofinas e o comportamento de monta. Esta masculinização é dependente de testosterona, mas, esse processo é decorrente da sua aromatização, originando o estrógeno no sistema nervoso central. Contudo, há evidências que os andrógenos per se atuem sinergicamente bom os estrógenos na diferenciação sexual hipotalâmica. Isto posto e sabendo que, diferentemente da aromatase, pouco se conhece sobre a atuação da enzima 5alfa-redutase, no período perinatal, toma-se interessante explorar a atuação dos andrógenos não aromatizados no processo de diferenciação sexual hipotalâmica. Desta forma, o presente trabalho objetiva estudar a possível atuação da finasterida (inibidor da enzima 5 alfa-redutase) e da conseqüente redução de dihidrotestosterona, no período de diferenciação sexual hipotalâmica de ratos machos, através da avaliação de repercussões tardias em parâmetros reprodutivos e farmacológicos. (AU)