Busca avançada
Ano de início
Entree

Redes de mutualismos animal-planta: estrutura e sensibilidade as extinções

Processo: 03/03857-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2004
Vigência (Término): 31 de julho de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Teórica
Pesquisador responsável:Sérgio Furtado dos Reis
Beneficiário:Paulo Roberto Guimarães Junior
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Assunto(s):Complexidade   Conservação

Resumo

Mutualismo é o nome dado às associações entre pares de espécies e que geram benefícios mútuos. Em geral, os mutualismos envolvem mais de duas espécies, resultando na formação de conjuntos de espécies que interagem entre si e cuja a estrutura está organizada de forma que determinadas espécies de planta interagem preferencialmente com algumas espécies de animais. Recentemente, as interações entre espécies nestes conjuntos foram descritas como redes complexas e modeladas através da teoria de grafos. A teoria de grafos possibilita a descrição da estrutura de redes complexas através de suas propriedades macroscópicas e permite a investigação da sensibilidade desta estrutura a perturbações. A aplicação da teoria de grafos em ecologia de interações animal-planta têm sido, até o momento restrita, resumindo-se à demonstração de que estas redes diferem de grande parte das redes abióticas em uma de suas propriedades macroscópicas, a distribuição do número de interações por espécie. O objetivo deste projeto é investigar, usando a abordagem da teoria de grafos, a estrutura das interações mutualísticas entre animais e plantas e sua sensibilidade às extinções. (AU)