Busca avançada
Ano de início
Entree

Justiça e representações femininas no final do período colonial: relações familiares na elite paulista

Processo: 03/04694-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2003
Vigência (Término): 31 de agosto de 2005
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História
Pesquisador responsável:Leila Mezan Algranti
Beneficiário:Aline Antunes Zanatta
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Família   Sociedade colonial

Resumo

Ao focalizar as mulheres da elite, tem-se como objetivo central verificar sua atuação jurídica, por meio dos processos de divórcio, no interior da família. A proposta visa, portanto, apreender essas mulheres no momento de ruptura das alianças familiares, a fim de focalizar que após o casamento perante a Igreja, buscavam romper os laços matrimonias, o que conseqüentemente daria fim às alianças feitas entre suas famílias e a de seus cônjuges. Busca-se assim, mapear as relações de poder no cotidiano colonial, a fim de captar possíveis atuações das mulheres da elite em meio à dinâmica familiar paulista, procurando captar representações e práticas dessas mulheres na Capitania de São Paulo, no fim do período colonial. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
ZANATTA, Aline Antunes. Justiça e representações femininas : o divorcio entre a elite paulista. 2005. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciencias Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.