Busca avançada
Ano de início
Entree

Alterações do epitélio germinativo masculino versus células endócrinas testiculares e células gonadotrópicas em peixes de diferentes ciclos reprodutivos, Serrasalmus spilopleura e Pimelodus maculatus

Processo: 03/11078-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2004
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia
Pesquisador responsável:Irani Quagio Grassiotto
Beneficiário:Rafael Henrique Nóbrega
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Pimelodus maculatus   Serrasalmus spilopleura

Resumo

O epitélio germinativo foi recentemente definido nos peixes teleósteos (Grier, 2002; Grier & Lo Nostro, 2000), sendo aplicável tanto para machos e fêmeas assim como para os demais cordados. Em machos, o epitélio germinativo é formado pelas células somáticas (células de Sertoli) e pelas células germinativas (espermatogônias, espermatócitos, espermátides e espermatozóides) (GRIER, 2002). Em machos de Centropomus undecimalis (Grier & Taylor, 1998), Rachycentron canadum (Brown-Peterson et al., 2002), Cynoscion nebulosus (Brown-Peterson & Warren, 2001) e Synbranchus marmoratus (Lo Nostro et al., 2003) alterações anuais do epitélio germinativo masculino têm sido utilizadas para definir cinco classes reprodutivas em machos: regredida maturação inicial, maturação intermediária, maturação final e regressão. Essas alterações do epitélio germinativo são reflexos da atividade do eixo hipotálamo-hipófise-gônadas, que por meio de hormônios controla a espermatogênese, esteroidogênese e todo o desenvolvimento testicular. Assim, pretende-se analisar ao longo de um ano as alterações do epitélio germinativo e sua correlação com as alterações das células endócrinas testiculares e das células gonadotrópicas da hipófise em duas espécies de padrões reprodutivos diferentes, Serrasalmus spifopleura -contínuo e Pimelodus maculatus- sazonal buscando uma melhor compreensão da biologia reprodutiva dos teleósteos. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.