Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos intracelulares envolvidos na hipernocicepção inflamatória mecânica aguda induzida pela administração intratecal de interleucina-1 beta

Processo: 03/07482-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2004
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Sérgio Henrique Ferreira
Beneficiário:Djane Braz da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:01/07838-2 - Reação inflamatória: mediadores envolvidos na gênese da dor, migração e ativação de leucócitos e septicemia, AP.TEM

Resumo

A sensibilização dos nociceptores é um fator preponderante para a instalação da hipernocicepção inflamatória. As prostaglandinas (PGs) sensibilizam diretamente os nociceptores, levando a instalação de quadro hipernociceptivo às estímulos térmicos, mecânicos e químicos. Inúmeros estímulos são capazes de induzir a liberação de PGs, dentre eles a interleucina (IL)-1B. Perifericamente, a IL-1B leva ao estabelecimento de hipernocicepção inflamatória pela indução da ciclooxigenase (COX) e conseqüente produção de prostaglandinas. A administração central de IL-1 B (por via i.t.) induz hipernocicepção mecânica aguda bilateral, que é inibida pelo tratamento com indometacina (inibidor não-seletivo da COX) administrada centralmente (i.t.) e perifericamente (i.pl.). Esse conjunto de dados levou-nos a sugerir que a IL-1 Beta induz hipernocicepção mecânica pela sensibilização retrógrada (SR) do neurônio aferente primário (NAP) mediada por PGs. Provavelmente a SR é decorrente de alterações pós-translacionais no NAP. Além disso, é descrito na literatura que a IL-1B produz seus efeitos biológicos através da ativação de uma cascata de mediadores intracelulares que incluem a proteinoquinase associada ao receptor de IL-1 (IRAK), proteinoquinases ativadas por mitógenos (MAPKs), a COX e o fator de transcrição nuclear NFkB. Portanto, nosso objetivo é avaliar as possíveis alterações intracelulares [IRAK, MAPKs (p38, p42/p44 e JNK), NF-KB e COX 1 e 2] no GRD após sensibilização retrógrada do NAP pela injeção i.t. de IL-1B. (AU)