Busca avançada
Ano de início
Entree

Otimização de um método analítico para determinação de calecolaminas presentes no aparelho reprodutor de Ratos Wistar e Sprague-Dawley simpatectomizados pela guanetidina, empregando HPLC

Processo: 03/07438-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2003
Vigência (Término): 30 de novembro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Manoel Lima de Menezes
Beneficiário:Daniela Alessandra Fossato da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Ratos   Cromatografia líquida de alta pressão   Guanetidina   Ácido perclórico   Catecolaminas   Reprodução

Resumo

A guanetidina é um agente bloqueador de neurônios noradrenérgicos que, se aplicada cronicamente em doses baixas (5 a 10 mg/kg/dia), afeta seletivamente neurônios "curtos" da genitália interna masculina do rato. Ratos Wistar e Sprague-Dawley tratados com a mesma dose (6,25 mg/kg, por 21días), apresentaram diferentes respostas quanto à performance reprodutiva. A variedade Sprague-Dawley se mostrou mais sensível, sendo incapaz de ejacular, enquanto que a Wistar ejaculou um número menor de espermatozóides. Mesmo assim, não se pode afirmar que os animais estão totalmente desnervados, e desta forma, não é garantido exatamente o impacto da desnervação sobre a contratilidade, afetando parâmetros reprodutivos e fertilidade dessas diferentes variedades de ratos. Este modelo experimental possui semelhanças com o que ocorre nos casos de lesão na medula espinhal na espécie humana, deste modo, considera-se de extrema importância a utilização do método de determinação de catecolaminas por HPLC desses animais. Os métodos analíticos relatados, na literatura especializada para a determinação de catecolaminas exigem a preparação da amostra através de extração e purificação das mesmas, antes de injetá-las no HPLC. O presente projeto de pesquisa propõe o emprego de uma coluna cromatográfica com superfície interna de fase reversa (ISRP-C18), que possibilitará a extração, separação e determinação das catecolaminas, por injeção do extrato das amostras de tecido no HPLC. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Daniela Alessandra Fossato da. Catecolaminas do aparelho reprodutor de ratos após simpatectomia química : metodologia analítica e comparação entre as variedades Wistar e Sprague-Dawley. 2007. 154 f. Tese de Doutorado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Instituto de Quimica. Araraquara.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.