Busca avançada
Ano de início
Entree

Eventos extremos de precipitação no Sul do Brasil associado ao jato de baixos níveis

Processo: 03/09973-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2004
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Meteorologia
Pesquisador responsável:Tercio Ambrizzi
Beneficiário:Fabiana Victoria Weykamp
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:01/13816-1 - Componente brasileiro do experimento de campo do jato de baixos níveis a leste dos Andes: interações em meso e grande entre as bacias Amazônica e do Prata, AP.TEM
Assunto(s):Climatologia   Circulação atmosférica   Inundações   Precipitação atmosférica   Mudança climática

Resumo

Eventos extremos de precipitação como aquelas que ocorrem durante as inundações de verão tem grande impacto em muitos setores da economia, incluindo agricultura, industria e fornecimento de água. Um melhor conhecimento da evolução destes eventos e sua associação com aspectos da circulação atmosférica é importante para o monitoramento climático e previsão de tempo. Enchentes contínuas são geralmente acompanhadas de condições atmosféricas persistentes com suporte dinâmico de grande escala. O presente estudo irá se concentrar nas componentes da circulação, convecção e transporte de umidade advectado da região Amazônica em direção ao sul do continente, focando espacialmente sobre a bacia do Prata e principalmente o sul do Brasil, e temporalmente numa escala sub-mensal, procurando relacionar a ocorrência de chuvas intensas com o posicionamento, intensidade e duração do Jato de Baixos Níveis a leste dos Andes. Este estudo utilizará uma abordagem estatística-dinâmica-observacional que consiste, basicamente, em empregar técnicas estatísticas adequadas em longas séries de observações, procurando analisar os aspectos dinâmicos relacionados aos padrões observados na superfície oceânica e na circulação atmosférica desde a superfície até os altos níveis troposféricos. (AU)