Busca avançada
Ano de início
Entree

A ortodoxia moderna e o Holocausto

Processo: 03/14023-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2004
Vigência (Término): 30 de abril de 2008
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Teologia - História da Teologia
Pesquisador responsável:Jaffa Rifka Berezin
Beneficiário:Ariel Finguerman
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Holocausto judeu   Religiões   Judaísmo   Teodiceia

Resumo

O holocausto na Europa nazista não ameaçou apenas a existência física dos judeus, mas também o judaísmo como religião. Teólogos contemporâneos judeus foram obrigados a rever conceitos clássicos como "povo escolhido" e "justiça divina" para tentar explicar o massacre de um terço de seus fiéis. Esta pesquisa pretende examinar os resultados de 50 anos deste esforço teológico. Este é um campo de estudos bastante desenvolvido nos EUA, Europa e Israel, mas pouco abordado no brasil. O trabalho se concentrará numa determinada corrente religiosa judaica: a ortodoxia moderna. Os quatro autores desta corrente que serão estudados (Soloveitchik, Berkovits, Leibowitz e Greenberg) são atraentes objetos de pesquisa pela característica de aderirem à tradição religiosa e ao mesmo tempo terem atuado na vida acadêmica. Esta pesquisa também pretende chegar a conclusões sobre o poder e o limite da teologia para explicar eventos históricos. Para tanto, usaremos elementos da chamada "escola da experiência" (Hume, Schleiermacher, James e Otto). (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FINGUERMAN, Ariel. A teologia judaica do holocausto: como os pensadores ortodoxos modernos enfrentam o desafio de explicar a Shoá. 2008. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.