Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de neuroteratologia em ratos: efeitos da restrição alimentar e da monocrotalina

Processo: 08/51539-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2008
Vigência (Término): 31 de agosto de 2010
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Helenice de Souza Spinosa
Beneficiário:Esther Lopes Ricci
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/60397-8 - Toxinas de importância em medicina veterinária: estudos de imunotoxicidade e teratogenicidade: avaliação da imunotoxicidade, neurotoxicicidade e teratogenicidade em roedores e caprinos, AP.TEM
Assunto(s):Monocrotalina

Resumo

Este projeto pretende avaliar os possíveis efeitos neuratóxicos de baixas doses de MCT sobre a: prole de ratas e da restrição alimentar na prole de fêmeas gestantes, utilizando-se protocolos de neuroteratogenicidade Para tanto, na primeira parte deste trabalho, fêmeas prenhes receberão diferentes doses de monocrotalina do 6º ao 20º dia da gestação e sua prole avaliada frente a diferentes protocolos comportamentais que possam evidenciar alterações neurológicas decorrentes do tratamento materno durante a gestação. Na segunda parte do projeto, fêmeas prenhes serão privadas de ração. Metade destas fêmeas será submetida à laparotomia e seus fetos avaliados quanto à ocorrência de malformações, anomalias viscerais e ósseas; na outra metade das fêmeas, a gestação irá a termo e sua prole será examinada frente a diferentes protocolos comportamentais que possam evidenciar alterações neurológicas decorrentes do tratamento materno durante a gestação. (AU)