Busca avançada
Ano de início
Entree

Interpolação, colocação de clíticos e mudança gramatical na história do Português europeu

Processo: 04/01557-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de junho de 2004
Vigência (Término): 31 de maio de 2007
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Histórica
Pesquisador responsável:Charlotte Marie Chambelland Galves
Beneficiário:Cristiane Namiuti-Temponi
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Interpolação   Sintaxe   Língua portuguesa

Resumo

O presente projeto de doutorado pretende estudar a história do fenômeno da interpolação (a não adjacência do clítico ao verbo) em articulação com as diversas mudanças na sintaxe da ordem relacionadas a esse fenômeno no português europeu: o fronteamento dos constituintes do sintagma verbal em orações dependentes, típico do português arcaico (doravante PA) e a variação na colocação dos pronomes clíticos observada ao longo da história da língua. Namiuti (2003) observou que na passagem do PA para o português clássico (doravante PC) (séculos XV a XVII), juntamente com a perda da interpolação dos vários constituintes do sintagma verbal e do fronteamento desses mesmos constituintes, há um aumento bastante significativo no uso da próclise em orações raízes e a emergência de uma nova sintaxe da interpolação da negação. Em meados do século XVIII, na passagem do PC para o português europeu moderno (doravante PE), a porcentagem da ênclise volta a subir e a interpolação da negação nos contextos que surgiram no PC desaparecem. À luz desses fenômenos, pretende-se estudar a história gramatical do português e investigar, com base na hipótese da taxa constante de Kroch (1989, 2003), se as mudanças que ocorreram na língua do PA ao PE são reflexos de uma ou mais mudanças paramétricas. (AU)