Busca avançada
Ano de início
Entree

A questão da "glaube" em Nietzsche

Processo: 04/01327-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2004
Vigência (Término): 31 de julho de 2007
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:Maria Lucia Mello e Oliveira Cacciola
Beneficiário:Fernando Costa Mattos
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Verdade   Immanuel Kant   Friedrich Nietzsche   Perspectivismo

Resumo

A proposta consiste em estudar o conceito de fé ou crença (Glaube) na obra de Nietzsche, partindo de uma distinção entre diferentes sentidos em que a palavra é empregada por Nietzsche, e focando sobretudo certo sentido positivo que lhe é dado quando associada à tipologia dos homens fortes e saudáveis. Tratar-se-ia, neste caso, de uma fé do indivíduo em si mesmo que já por isto se revela oposta à fé da tradição filosófica e religiosa, na qual tem o sentido de fé em Deus, isto é, num ser externo ou extrínseco ao indivíduo. Para aprofundar a compreensão de tal noção, sugerimos um paralelo com a obra de Kant, estudada pelo candidato no mestrado (com apoio da Fapesp), na qual a fé ou crença racionalmente necessária acaba tendo função paradoxalmente análoga àquela desempenhada pela nova noção proposta por Nietzsche: ambas impedem, ou ajudam a impedir, a queda da filosofia no relativismo absoluto (ou no niilismo, no caso de Nietzsche). Para compreender este movimento, porém, seremos levados a discutir também a questão da verdade na obra de Nietzsche, imaginando investigá-la à luz de uma leitura perspectivista que permita enxergar na fé em si mesmo possuída pelo "novo filósofo" uma chave necessária ao atingimento dessa também nova "verdade", completando-se assim o percurso de análise da função exercida pela 'Glaube' no pensamento nietzschiano. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MATTOS, Fernando Costa. Nietzsche e o primado da prática: um espírito livre em guerra contra o dogmatismo. 2007. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.