Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do processo inflamatorio e da lesao dermonecrotica induzidos experimentalmente em coelhos pelo veneno de loxosceles gaucho: participacao e importancia das plaquetas.

Processo: 03/00842-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2003
Vigência (Término): 31 de março de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia
Pesquisador responsável:Ida Sigueko Sano Martins
Beneficiário:Flávio Luiz Tavares
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Plaquetas sanguíneas   Coelhos   Loxosceles   Inflamação   Loxoscelismo

Resumo

Os acidentes com aranhas do gênero Loxosceles tem como principal conseqüência a formação de uma lesão dermonecrótica no local da picada. Em estudo recente, verificamos que a progressão da lesão em coelhos injetados i.d. com o veneno de Loxosceles gaúcho foi acompanhada de uma severa trombocitopenia nas horas iniciais, concomitante a uma leucopenia. A participação das plaquetas nos fenômenos inflamatórios agudos e na patogênese destes advém principalmente de sua capacidade intrínseca de interagir com células endoteliais e leucócitos. O projeto ora proposto visa estudar o processo inflamatório agudo e a dermonecrose induzidos em coelhos pelo veneno de Loxosceles gaúcho, avaliando-se os seus efeitos sobre a atividade dos granulócitos, plaquetas, célula endotelial, mediadores inflamatórios e componentes do sistema complemento, além de estudos morfométricos e histopatoiógicos desta lesão. Em adição, serão investigadas a participação e a importância das plaquetas no processo inflamatório e na patogenia da dermonecrose. Para tanto, serão utilizados coelhos depletados de plaquetas, com anticorpo antiplaqueta, e avaliados os mesmos parâmetros propostos acima. (AU)