Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da expressão da enzima desubiquitinante USP2a e de seu papel biológico em células derivadas de carcinomas espinocelulares bucais humanos

Processo: 04/06397-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2004
Vigência (Término): 30 de setembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Edgard Graner
Beneficiário:Michelle Agostini
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Cultura de células   Carcinoma de células escamosas   Ácido graxo sintases

Resumo

O sistema ubiquitina (Ub)-proteossomo é um sistema não lisossômico que degrada e controla a disponibilidade de proteínas nucleares ou citoplasmáticas, destruindo aquelas marcadas pela adição covalente de moléculas de Ub. A degradação protéica pelo sistema Ub-proteossomo é controlada por enzimas que removem cadeias de poli-Ub de outras proteínas, denominadas enzimas desubiquitinantes (DUBs), levando a um aumento da meia-vida de seus substratos. A DUB USP2a foi recentemente identificada em próstata de ratos e do homem, e a enzima anabólica ácido graxo sintetase (FAS) caracterizada como seu ligante específico. FAS é uma enzima altamente expressa em vários tipos de neoplasias malignas humanas, inclusive em CECs bucais, e sua alta expressão tem sido relacionada com um pior prognóstico para alguns tumores. USP2a protege FAS da degradação pelos proteossomos, através da remoção das suas "etiquetas" de Ub, e tem sua expressão aumentada em adenocarcinomas de próstata, o que acontece paralelamente ao acúmulo de FAS. A inibição da produção da enzima USP2a favorece a degradação do excesso de FAS, tornando-a um alvo promissor para a terapia do câncer de próstata. Considerando-se o relevante papel biológico de USP2a em tumores de próstata e trabalhos recentes mostrando que FAS é altamente expressa em CECs bucais humanos e essencial para a proliferação destas células em cultura, o presente projeto visa estudar o papel de USP2a em linhagens celulares de CECs humanos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CARVALHO, MARCO A.; ZECCHIN, KARINA G.; SEGUIN, FABIANA; BASTOS, DEBORA C.; AGOSTINI, MICHELLE; RANGEL, ANA LCIA C. A.; VEIGA, SILVIO S.; RAPOSO, HELENA F.; OLIVEIRA, HELENA C. F.; LODA, MASSIMO; COLETTA, RICARDO D.; GRANER, EDGARD. Fatty acid synthase inhibition with Orlistat promotes apoptosis and reduces cell growth and lymph node metastasis in a mouse melanoma model. International Journal of Cancer, v. 123, n. 11, p. 2557-2565, DEC 1 2008. Citações Web of Science: 90.
SILVA‚ S.D.; CUNHA‚ I.W.; RANGEL‚ A.L.C.A.; JORGE‚ J.; ZECCHIN‚ K.G.; AGOSTINI‚ M.; KOWALSKI‚ L.P.; COLETTA‚ R.D.; GRANER‚ E. Differential expression of fatty acid synthase (FAS) and ErbB2 in nonmalignant and malignant oral keratinocytes. Virchows Archiv, v. 453, n. 1, p. 57-67, 2008.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
AGOSTINI, Michelle. Estudo da expressão da enzima desubiquitinante USP2a e de sua interação com a proteina clatrina em celulas derivadas de carcinomas espinocelulares bucais e de prostata humanos. 2007. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Faculdade de Odontologia de Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.