Busca avançada
Ano de início
Entree

Analise da expressao da isopeptidase usp2a e seu substrato, acido graxo sintetase (fas), em carcinomas espinocelulares da regiao de cabeca e pescoco.

Processo: 04/06398-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2004
Vigência (Término): 30 de junho de 2007
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Edgard Graner
Beneficiário:Sabrina Daniela da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Carcinoma de células escamosas   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa (RT-PCR)   Western blotting

Resumo

O sistema ubiquitina (Ub)-proteossomo degrada proteínas intracelulares marcadas com etiquetas de Ub, controlando a disponibilidade destas para a célula. Foi clonada recentemente USP2a, uma enzima desubiquitinante que interage com ácido graxo sintetase (FAS), provocando sua estabilização e protegendo-a da degradação, aumentando a meia vida desta enzima. FAS é a principal enzima envolvida na síntese endógena de ácidos graxos saturados de cadeia longa. Em tecidos normais esta síntese é mínima, entretanto, a expressão de FAS tem sido descrita como elevada em neoplasias malignas e, em alguns destes tumores, sua alta expressão foi associada com um pior prognóstico. Erh CEC bucal há somente três estudos sobre a expressão de FAS, sendo dois deles concluídos na FOP-UNICAMP. Nestes trabalhos, foi demonstrado que FAS é essencial para proliferação de linhagens celulares de CECs bucais, tumores estes que expressam FAS em maior quantidade que no epitélio normal adjacente. Porém, pouco se sabe sobre os mecanismos básicos envolvidos no aumento da expressão da FAS em células, malignas. Estudos recentes revelaram que FAS é estimulada através do aumento da quantidade de seus RNAs mensageiros, em conjunto com várias outras enzimas da mesma via metabólica. Considerando- se o relevante papel de USP2a de proteger FAS da destruição proteossômica e os resultados já obtidos no nosso Laboratório, esse projeto visa estudar a expressão desta enzima desubiquitinante e de FAS em CECs de cabeça e pescoço. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, SABRINA DANIELA; CUNHA, ISABELA WERNECK; NISHIMOTO, INES NOBUKO; SOARES, FERNANDO AUGUSTO; CARRARO, DIRCE MARIA; KOWALSKI, LUIZ PAULO; GRANER, EDGARD. Clinicopathological significance of ubiquitin-specific protease 2a (USP2a), fatty acid synthase (FASN), and ErbB2 expression in oral squamous cell carcinomas. Oral Oncology, v. 45, n. 10, p. E134-E139, OCT 2009. Citações Web of Science: 23.
SILVA‚ S.D.; CUNHA‚ I.W.; RANGEL‚ A.L.C.A.; JORGE‚ J.; ZECCHIN‚ K.G.; AGOSTINI‚ M.; KOWALSKI‚ L.P.; COLETTA‚ R.D.; GRANER‚ E. Differential expression of fatty acid synthase (FAS) and ErbB2 in nonmalignant and malignant oral keratinocytes. Virchows Archiv, v. 453, n. 1, p. 57-67, 2008.
SILVA‚ S.D.; PEREZ‚ D.E.; ALVES‚ F.A.; NISHIMOTO‚ I.N.; PINTO‚ C.A.L.; KOWALSKI‚ L.P.; GRANER‚ E. ErbB2 and fatty acid synthase (FAS) expression in 102 squamous cell carcinomas of the tongue: correlation with clinical outcomes. Oral Oncology, v. 44, n. 5, p. 484-490, 2008.
SILVA‚ SD; PEREZ‚ DE; NISHIMOTO‚ IN; ALVES‚ FA; PINTO‚ CAL; KOWALSKI‚ LP; GRANER‚ E. Fatty acid synthase expression in squamous cell carcinoma of the tongue: clinicopathological findings. ORAL DISEASES, v. 14, n. 4, p. 376-382, 2008.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Sabrina Daniela da. Analise da expressão de ERBB2, KI-67, USP2a e acido graxo sintase (FAS) em carcinomas espinocelulares de boca. 2007. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Odontologia de Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.