Busca avançada
Ano de início
Entree

A causa secreta de Machado de Assis e Sérgio Bianchi: o lugar e o sentido da experimentação artística

Processo: 04/04992-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2004
Vigência (Término): 31 de julho de 2006
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Literatura Comparada
Pesquisador responsável:Antonio Manoel dos Santos Silva
Beneficiário:Daniela Aguas Mandrussato Esteves
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Literatura brasileira

Resumo

Este projeto de Mestrado, com origem numa recomendação do Relator da FAPESP sobre o trabalho de Iniciação Científica que realizei entre 2002 e 2003, visa ao estudo comparativo entre o filme A Causa Secreta, dirigido por Sérgio Bianchi, baseado em conto homônimo de Machado de Assis, com a experimentação literária do grande romancista. A pesquisa parte da seguinte hipótese: as experiências formais do cineasta, estranhas quando se compara seu filme com o conto homônimo, parecem análogas às experiências que o romancista praticou em Memórias Póstumas de Brás Cubas. O trabalho busca, primeiramente, demonstrar essas relações de encontro e desencontro artísticos por meio da análise de conto e de filme e da comparação do filme, com sua linguagem experimental, e do romance, com suas inovações nos níveis de enunciação e enunciado. Em seguida, a pesquisa, apoiando-se nas análises feitas segundo métodos preocupados com a forma e a estrutura (Souriau, Brémond, Lotman, Aumont, Metz, etc.) busca relacionar as experimentações dos autores com a sociedade e a história. Trata-se de descobrir que tipo de reflexo estético caracteriza os autores nas obras referidas, tomando-se cuidado de, nas linhas sugeridas por Jameson e Goldmann, não confundir estrutura profunda com a de superfície, consciência possível com a real; tentar-se-á delinear de que modo a forma interna das obras se enraíza na realidade histórica mediada pela consciência possível dos artistas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)