Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulacao da ativacao dos receptores ativados por proliferadores de peroxissoma (ppar) e dos receptores x hepaticos (lxr). por lipides nitrados/nitrosados.

Processo: 04/09938-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2004
Vigência (Término): 30 de junho de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica
Pesquisador responsável:Dulcineia Saes Parra Abdalla
Beneficiário:Simone Ferderbar
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Receptores citoplasmáticos e nucleares   Óxido nítrico

Resumo

Os lipídeos nitrados/nitrosados são formados quando os ácidos graxos insaturados são expostos a -NO/-NO2 e ONOO, tanto in vitro quanto in vivo. A formação dos lipídeos nitrados tem sido demonstrada em uma variedade de sistemas in vitro, incluindo ácidos graxos insaturados, lipossomas, LDL oxidada por cobre, células endoteliais e macrófagos. In vivo, os lipídeos nitrados têm sido encontrados no músculo cardíaco bovino, plasma e lipoproteínas de humanos, e no plasma de animais submetidos ã isquemia/reperfusão hepática. Os receptores nucleares PPAR e LXR são fatores de transcrição envolvidos na regulação da expressão de genes envolvidos no metabolismo lipídico. Muitos compostos naturais apresentam alta afinidade pelo PPAR alfa dentre eles, ácido linoléico, leucotrieno B4 e os fibratos (agonistas sintéticos do PPAR alfa). Os agonistas do PPAR gama incluem compostos sintéticos como as tiazolidinedionas e compostos naturais como a 15 deoxi-delta12,14 prostaglandina J2 (15d PQJ2). Os ativadores endógenos dos receptores LXR são formas específicas de colesterol oxidado (oxisteróis), como o 24(S)-hidroxicolesterol e 22(R)-hidroxicolesterol, ou por certos intermediários da via de biossíntese do colesterol como o 24(S),25-epoxycolesterol. Estudos têm revelado que ligantes dos PPARs ativam as MAPK, levando à modulação da atividade transcricional destes receptores nucleares. Pelo fato das MAPKs serem importantes para a atividade dos PPARs, torna-se importante entender a modulação das MAPKs pelo NO. Para isto iremos investigar a modulação das vias de sinalização, envolvendo a proteína Ras e MAPK, na ativação dos fatores de transcrição PPAR e LXR pelos derivados nitratos e nitrosados do ácido linoléico. (AU)