Busca avançada
Ano de início
Entree

Fluxo de radônio-222 e metano em solos e sedimentos da Amazônia

Processo: 03/03969-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2003
Vigência (Término): 31 de agosto de 2005
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Marcelo Zacharias Moreira
Beneficiário:José Mauro Sousa de Moura
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Fluxo dos gases   Radônio   Metano   Carbono   Isótopos estáveis   Sedimentos   Amazônia

Resumo

Propomos estudar as taxas e mecanismos dos processos de controle de gases traço em florestas primárias e de corte seletivo na Flona Tapajós, e em áreas de pastagem/cultivo de arroz ao sul de Santarém-PA, usando um sistema especial de medidas de Radônio-222 e medidas de isótopos estáveis de carbono em metano. Ambas as medidas serão realizadas nos sítios de pesquisa do Projeto LBA-Ecologia, sendo usadas torres de 65m para as medidas de concentração de Rn-222 do dossel. As coletas de gases para análise isotópica de carbono em metano serão feitas em igarapés próximos a Santarém. O trabalho propõe fazer medidas com detectores de Radônio-222 como uma medida independente de fluxo de gases para a atmosfera, que irá contribuir com o estudo de larga escala dos processos de transporte de gases com o desenvolvimento das camadas limites de convecção e noturna, e outros grupos do projeto LBA-Ecologia. Todas as medidas de Radônio-222 serão realizadas em Santarém, exceto os estudos de calibrações laboratoriais que serão realizados nos laboratórios da Universidade da Carolina do Norte, por serem essenciais para o alcance de uma acurácia analítica máxima. As análises de isótopos estáveis nas prováveis fontes geradoras de metano da Flona serão feitas no Laboratório de Ecologia Isotópica do CENA. (AU)