Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional e estrutural de glutarredoxinas de Saccharomyces cerevisae

Processo: 04/11908-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2004
Vigência (Término): 31 de agosto de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Metabolismo e Bioenergética
Pesquisador responsável:Luis Eduardo Soares Netto
Beneficiário:Karen Fulan Discola
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Dissulfetos   Glutarredoxinas   Saccharomyces cerevisiae

Resumo

Glutarredoxinas (Grx) são proteínas de baixo peso molecular (12-13kDa) que possuem duas cisteínas vicinais (separadas por apenas dois aminoácidos) em seus sítios ativos. Essas oxidorredutases são capazes de reduzir pontes dissulfeto de proteínas alvo. Devido a essa atividade bioquímica, Grxs estão envolvidas em vários processos vitais para as células. Na levedura Saccharomyces cerevisiae, foram identificadas cinco glutarredoxinas (Grx1-5). Grx1-2 são proteínas ditiólicas, enquanto Grx3-5 são isoformas monotiólicas. Este projeto tem por objetivo a caracterização funcional e estrutural das glutarredoxinas de S. cerevisiae. Inicialmente, estamos dando ênfase em estudos relativos a Grx2. Dados preliminares de nosso grupo mostraram que Grx 2 é capaz de remover glutationa adicionada a proteassoma. Pretendemos também verificar se Grx2 é substrato de peroxidases dependentes de tióis e se essa oxidorredutase é capaz de reduzir deidroascorbato como outras glutarredoxinas. Em paralelo, iniciamos a caracterização estrutural de Grx2, pela técnica de difração de raios-X, no Laboratório Nacional de Luz Síncrotron. Até o momento foram obtidos cristais da proteína Grx2 na forma sem pré-tratamento e tratada com tert-butilidroperóxido, que difrataram raios X com resoluções de 2,15 A e 2,05 A, respectivamente. A estrutura de grx2 já foi resolvida por substituição molecular. Pretendemos relacionar características estruturais de grx2 com as atividades dessa proteína. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
DISCOLA, Karen Fulan. Caracterização estrutural e funcional das glutarredoxinas ditiolicas de Saccharomyces cerevisiae. 2009. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Biologia.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.