Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da ação quimiopreventiva do guaraná (Paullinia cupana Mart. var. Sorbilis) em camundongos portadores de deleção em um dos alelos da Cx43 submetidos à carcinogênese pulmomar induzida por carcinógeno do tabaco (4-Methilnitrosamino)-1-(3-piridil)-1-butanoma

Processo: 04/04251-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2004
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2006
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Maria Lucia Zaidan Dagli
Beneficiário:Heidge Fukumasu
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Taninos   Tabaco   Quimioprevenção   Conexina 43   Paullinia cupana

Resumo

Diversos estudos demonstram que compostos polifenólicos como os taninos e as catequinas apresentam ação específica contra o processo da carcinogênese pulmonar. Acredita-se que as conexinas atuem como agentes supressores de tumor, sendo que a cx43 é de longe a mais presente em pneumócitos do tipo II. O guaraná (Paullinia cupana Mart Var. sorbilis) pertence à família Sapindaceae e apresenta em sua composição os radicais metil-xantínicos (cafeína, teobromina e teofilina), ocorrendo também taninos, saponinas, catequinas, epicateqüinas, proantrocianidóis, dando-se ênfase à alta concentração de taninos (16,0%) e à cafeína variando entre 2.5 e 5.0%. Em estudos anteriores o guaraná apresentou efeito quimiopreventivo já que protegeu as fitas de DNA da ação tóxica da dietilnitrosamina (DEN) nas mesmas doses aqui propostas (p<0.05). Em experimento de hepatocarcinogênese, o guaraná reduziu a incidência e multiplicidade (p<0.05) de lesões macroscópicas, de forma dose dependente. Diminuiu também o número de lesões preneoplásicas na dose de 4.0mg/g peso vivo (p<0.05). Neste trabalho estudaremos a ação do guaraná em animais wild type e heterozigotos para o gene que codifica a cx43 em experimento de carcinogênese pulmonar induzida pelo NNK, um potente carcinógeno presente no tabaco. As lesões existentes serão quantificadas e classificadas, quantificaremos a expressão do RNAm para a cx43, quantificando também cx43 e classificaremos quanto a presença e localização delas nas lesões e tecido normal. (AU)