Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação da síntese de melatonina por glicocorticóides: mecanismos de ação e relevância para a fisiopatologia da inflamação em animais de hábito diurno e noturno

Processo: 04/10922-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2004
Vigência (Término): 30 de novembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Regina Pekelmann Markus
Beneficiário:Pedro Augusto Carlos Magno Fernandes
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:02/02957-6 - Glândula pineal e melatonina - mecanismo de temporização de respostas neurais e processos inflamatórios, AP.TEM

Resumo

Recentemente determinamos que a produção de melatonina é potenciada de maneira dose dependente em glândulas pineais em cultura incubadas por 48 com glicocorticóides. Este mecanismo é mediado pelo receptor citoplasmático de glicocorticóides que impede a entrada do fator de transcrição nuclear NF-kB. Estes dados indicam que a síntese de enzimas e proteínas importantes na via biosintética da melatonina podem estar tendo seu padrão de expressão alterados pela ação destes hormônios esteiroidáis. O objetivo deste projeto e determinar os mecanismos de ação moleculares envolvidos nesta inter-relação adrenal/pineal sobre a produção hormanal de N-acetilserotonina e melatonina. Continuaremos a investigar a via pela qual os glicorticóides modulam a atividade biossintética da pineal em cultura, através da dosagem destes hormônios por HPLC. Mediremos a ativação de NF-KB por "gel-shift" e a ação sobre os RNAm das enzimas envolvidas e de fatores de transcrição e de estabilização das mesmas por RT-PCR em tempo real. Numa segunda etapa deveremos estender estes estudos para um modelo de animal de hábito diurno, visto que nestes animais os picos plasmáticos de melatonina e corticosterona estão em oposição de fase (escuro/claro), enquanto nos animais de hábito noturno os dois picos ocorrem na mesma fase (escuro/escuro). Este último objetivo permitirá melhor entender o papel da interação adrenal-pineal no controle dos processos envolvidos na resposta inflamatória. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
FERNANDES, Pedro Augusto Carlos Magno. Regulação da produção hormonal da glândula pineal de ratos por moduladores do processo inflamatório. 2009. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.