Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogenia e biogeografia dos jacus e jacutingas (Aves, Galliformes: Cracidae)

Processo: 04/14941-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de julho de 2005
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2007
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Anita Wajntal
Beneficiário:Erwin Tramontini Grau
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:03/14106-3 - Reconstrução da história evolutiva e estudos filogeográficos da avifauna neotropical utilizando marcadores moleculares, AP.TEM
Assunto(s):Galliformes   Cracidae   Filogenia   Biogeografia   Distribuição animal   Evolução animal   Análise de sequência de DNA

Resumo

A família Cracidae, pertencente à ordem dos Galliformes, é uma das mais ameaçadas pela ação antrópica, principalmente em conseqüência da caça excessiva e destruição de habitat, sendo que muitas espécies necessitam de esforços conservacionistas para sobrevivência. É composta por 11 gêneros que podem ser divididos em três grupos principais: os Jacus e Jacutingas, os Mutuns e os Aracuãs. As relações filogenéticas intergenéricas na família e as interespecíficas no grupo dos Mutuns foram estudadas por análises com dados moleculares. Entretanto, os demais grupos ainda não o foram. Neste projeto estudaremos as relações filogenéticas entre as espécies do grupo dos Jacus e Jacutingas e posteriormente realizaremos inferências biogeográficas sobre a evolução do grupo. Seqüenciaremos fragmentos de três genes mitocondriais (região controladora, citocromo-b e ND2) e um nuclear (Beta-fibrinogênio), num total de, aproximadamente, 3500 pb por espécie. As seqüências serão usadas em reconstruções filogenéticas a serem obtidas pelos métodos de Máxima Parcimônia e Máxima Verossimilhança e por Análise Bayesiana. Utilizando-se a árvore de máxima verossimilhança e a hipótese do relógio molecular estimaremos datações de divergência entre os táxons. As datações obtidas serão comparadas com eventos paleobiogeográficos que possam ter interferido na evolução do grupo, sendo que, os resultados serão de grande importância para o melhor entendimento dos processos evolutivos envolvidos na formação das espécies. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GRAU, Erwin Tramontini. Filogenia molecular e biogeografia: jacus e jacutingas (Cracidae). 2008. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.