Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização funcional e estrutural de peroxidases dependentes de tiol de bactérias fitopatogênicas

Processo: 04/14440-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2005
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:Luis Eduardo Soares Netto
Beneficiário:Bruno Brasil Horta
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Xylella fastidiosa   Estrutura   Peroxirredoxinas

Resumo

Uma das principais defesas de plantas ao ataque por fitopatógenos é a produção e liberação de espécies ativas de oxigênio (EAOs). Para se defender dos efeitos lesivos das EAOs, os fitopatógenos possuem mecanismos de defesa antioxidante como a síntese de enzimas antioxidantes. Dentre estas enzimas estão peroxidases cuja atividade de decomposição de peróxidos é dependente de tiól. Conhecidas como peroxirredoxinas e amplamente distribuídas em todos os grandes grupos taxonômicos, elas também são encontradas em fitopatógenos. Após o seqüenciamento do genoma da Xylella fastidiosa, o agente etiológico de fitopatogenias economicamente importantes como a Clorose Variegada dos Citros, identificaram-se diversos sistemas antioxidantes, entre eles, genes siilares aos que expressam a peroxírredoxina Q (prxQ), AhpC e Ohr (Simpson e col., 2000). Recentemente, nosso grupo caracterizou a Ohr de X. fastidiosa como uma peroxidase dependente de tiól (Cussiol e col., 2003), abrindo perspectivas para o estudo de outras peroxidases deste organismo. Neste sentido, este projeto de pesquisa tem como objetivo caracterizar bioquimicamente as peroxirredoxinas, prxQ e AhpC de X. fastidiosa, identificar seus substratos fisiológicos (entre eles, possíveis peróxidos derivados de diferentes lipídeos) e identificar seus sistemas redutores. Também pretendemos, dentro da Rede de Biologia Molecular Estrutural (SMOLBNET), caracterizar estruturalmente essas proteínas e correlacionar essas informações com a atividade bioquímica de cada uma. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
HORTA, Bruno Brasil. Caracterização funcional e estrutural de peroxidases dependentes de tiól da bactéria fitopatogênica Xylella fastidiosa. 2009. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Instituto de Biociências São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.