Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlação anatomoclínica da associação entre demências e alterações comportamentais no cérebro durante o envelhecimento: um estudo estereológico com necropsias

Processo: 04/13838-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de maio de 2005
Vigência (Término): 30 de junho de 2006
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Anatomia Patológica e Patologia Clínica
Pesquisador responsável:Wilson Jacob Filho
Beneficiário:Lea Tenenholz Grinberg
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Envelhecimento   Doenças neurodegenerativas   Transtornos psicóticos   Demência   Doença de Alzheimer

Resumo

O estudo das síndromes demências, principalmente a doença de Alzheimer (DA), vem ganhando maior importância. Distúrbios psicóticos e comportamentais podem estar presentes em uma fase ainda precoce do comprometimento cognitivo e podem representariam fator preditor de comprometimento mais grave e acelerado. Entretanto, a associação da demência a esses transtornos tem sido estudada com menor frequência, sendo escassos os estudos de correlação anatomopatológica. Não há consenso em relação à etiopatogenia desses sintomas em demência. É conhecida a necessidade de mais estudos post mortem utilizando técnicas estereológicas. Propomos um estudo com material de autópsia de pacientes acima de 50 anos, baseado em técnicas estereológicas em áreas cerebrais selecionadas, que objetiva: verificar se os sintomas 'alucinação' e 'agitação/agressividade' estão associados à densidade neuronal e glial e volume nuclear neuronal em áreas específicas e como se relacionam com lesões demenciais clássicas nessas mesmas áreas e com o perfil da Apoproteína E. Serão estudados 65 cérebros, pareados por sexo, idade e categoria cognitiva. Os cérebros serão fixados e amostrados conforme o protocolo de CERAD. A classificação histológica será baseada nos protocolos mais utilizados em demências. As densidades neuronal e glial e volume nuclear neuronal da amígdala direita, giro do cíngulo anterior direito e núcleo basal de Meynert direito serão analisados por técnicas estereológicas. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
Estendendo o espectro das degenerações lobares frontotemporais: revisão de uma série clinicopatológica de 833 de demências. 2006. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.